Nossa visita ao Templo Zu Lai | Cotia


Postado por GABRIELA em 02/nov/2017


 

Então já fazia muito tempo que queríamos visitar o Templo Zu Lai. Um templo Budista muito conhecido na região de São Paulo. Ele Fica localizado na cidade de Cotia, que fica bem coladinha de São Paulo.

Nós estávamos de carro e iríamos estacionar dentro do Templo, mas o estacionamento estava lotado, então um funcionário disse que poderíamos estacionar em um colégio bem em frente ao templo, mas não foi preciso pagar estacionamento, pontos para o templo!!!

 

O que NÃO gostei do templo. 

Era um Domingo, lindo, ensolarado e temperatura agradável, mas não acho que tenha sido um bom dia para ter ido.

 

1- Primeiro que por ser domingo o local já deve ser sempre movimentado. Ele tem um restaurante gigante que só abre sábado, domingo e feriados, e isso já deixa o local mais movimentado ainda.

 

2- chegamos muito tarde, por volta da hora do almoço, claro que esse deve ser o horário mais lotado do final de semana, depois quando estávamos indo embora já tinha diminuído o volume de pessoas.

 

3- estava tendo um evento, não sei se é sempre assim nos finais de semana, mas isso fez com que se tornasse quase intransitável no pátio em volta dos prédios. Sei que ele tem uma agenda de práticas gratuitas nos domingos.  Clique aqui e confira .

 

 

Eu digo tudo isso porque não somos fãs de multidão, de muita gente, barulho e agitação. Mas isso é nosso gosto pessoal. Se você gosta dessas características então você vai gostar de conhecer o templo no final de semana. Se em uma próxima vez decidirmos ir, será com certeza durante a semana para curtir e conhecer melhor o lugar com mais sossego e tranqüilidade. Esses três pontos eu realmente não gostei do templo.

 

Agora os fatores que gostei do templo:

 

1- O lugar é lindo e bem decorado. Muita vegetação oriental, natureza e a arquitetura do templo é muito bonita. Logo dá para perceber que é bem cuidado e conservado. E é divertido olhar as estátuas que são bonitas para tirar fotos. Esse lugar tem muitas estátuas espalhadas por toda a parte, das menorzinhas até as que passam de 1,60 de altura.

 

 

Aliás, além das estátuas eles tem um mini museu que prendeu a nossa atenção. Com peças muito bonitas e mais estátuas grandes onde eles iam contando as historinhas dos Budas. Vale a pena ir com tempo para explorar tudo.

 

2- Um momento em que sentimos um alívio foi quando descobrimos um jardim enorme e lindo para se sentar na grama e relaxar um pouco. No jardim tinha muita gente, mas não tinha a energia de agito que estava lá no templo e sim uma energia mais tranqüila. Sentamos por volta de 30 minutos na grama.

 

 

Só saímos, pois percebemos que o gramado tinha muitas formigas que picam. Eu levei uma mordida e foi o suficiente para me fazer sentir como se estivessem sendo espetada por agulhas no lugar. Cuidado, pois ela tem um veneno bem doloroso. Mas não deixei que isso estragasse meu humor, na natureza às vezes estamos sujeitos a isso. Afinal, mesmo que eu seja machucada por algum animal ela atacou pois estava se sentindo ou ameaçada por nós ou perturbada pela energia de agitação.

 

Fomos embora bem decepcionados por não ter encontrado paz e tranqüilidade, mas isso não foi culpa do Templo, afinal o lugar ficou muito conhecido e é normal que seja um lugar de intenso fluxo, principalmente nos finais de semana. Quem sabe durante a semana seja agradável de visitá-lo?

 

Se você já visitou o templo, diga aqui nos comentários o que achou e qual foi sua impressão geral!

Gratidão!

 

 

Share on Facebook0Share on Google+0Pin on Pinterest0Tweet about this on TwitterEmail this to someone

Sobre o Autor

Gabriella Carolo, a Gabi, é uma pequena grande mente criativa e curiosa. Pequena porque mede apenas 1,51cm e grande porque sempre foi muito corajosa e madura.


Você pode gostar também de


Comentarios: